devaneios em conversas cazamigue

23 abr

Estudos apontam que: gente ridícula vai ser sempre ridícula, pode ganhar dinheiro, tomar banho de loja e estar dentro de um super top carro que nada disso vai esconder toda a ridiculosidade. E assim, eu tô bem longe de ser perfeita, longe mesmo. Mas ser desonesta comigo (e em consequência com os outros) ou uma pessoa forçada que vive em uma eterna competição (com quem mesmo?) isso nunca, nunquinha, jamais.

Anúncios

Um pequeno desabafo sobre Game of Thrones

15 abr

Em primeiro lugar, se vc nunca viu, mas pretende assistir Game of Thrones é melhor nem ler isso daqui. Eu não quero estragar o entretenimento de ninguém. Na verdade, eu quero é que vc fique chocado ou passado como eu tô até agora, depois de assistir 1 temporada e meia.

E após esses episódios, deixo 2 questões para reflexão:

1. Por que Sean Bean só assina contratos para 1 temporada? Tipo é o tempo de nos afeiçoarmos e depois ele vai e nos abandona… #ComoAssim?

2. Será que eu vou conhecer na vida, alguém tão pau no cu como o Greyjoy? (hum, acho que não).

Aguardemos os próximos “ebisódios”, como diria meu filho.

 

 

pq as vezes o “love hurts, but…”

10 abr

“…sometimes it’s a good hurt

And it feels like I’m alive

Love sings

When it transcends the bad things

Have a heart and try me

Cause without love I won’t survive”

Só pq essa semana eu tô com muita coisa pra resolver, tô cansada, tô bipolar, mas as coisas estão caminhando e isso me aquieta um pouco (mentira, não aquieta nada, pq eu sou ansiosa pra caramba).

Mas tô me segurando pra tentar transparecer normalidade para as pessoas e é isso que importa.

Música explicativa da semana

8 abr

With your feet on the air and your head on the ground

Try this trick and spin it, (yeah) yeah

Your head will collapse but there’s nothing in it

And you’ll ask yourself

“Where is my mind?, Where is my mind? Wheeeeeeeeeeere is my mind?”

Way out in the water

See it swimming?

É só o que eu sei cantar com tanta coisa acontecendo, boas ou ruins, eu só queria algo que me fizesse descansar de verdade por uns 3 dias (descansar inclusive dos meus pensamentos, que não param).

¬¬

Casar e mudar (literalmente)

27 mar

Tempo de mudanças.

Um novo ciclo começando, dedos cruzados para que tudo dê certo.

Como eu me sinto no meio disso tudo rs

fonte: o pequeno princezo

fonte: o pequeno princezo

+ um show do Metallica \m/

24 mar

As vezes as pessoas me perguntam pq eu não gasto com aparência, tratamentos estéticos, cabelo e até plástica. Primeiro que eu acho algumas coisas um exagero, que fogem a naturalidade e espontaneidade, é só ver o tanto de gente igual por aí. E segundo, pq eu prefiro investir em coisas que PRA MIM marcam a vida, a memoria e trazem momentos de plena felicidade.

Isso aconteceu em 2010 quando assisti ao show do Metallica pela primeira vez e agora em 2014.

Homem, roqueiro, pai de família, muso, sabe tocar na maior chuva rs

Homem, roqueiro, pai de família, muso, sabe tocar na maior chuva rs

Eu já tinha ficado encantada da primeira vez, pq é um show onde vc canta todas as músicas, os caras são super simpáticos e interagem com o público etc. Dessa vez teve tudo isso de novo, para a alegria de 65 mil pessoas que cantaram juntos todas as músicas debaixo da maior chuva, mas WHO CARES, qdo vc tem o Hetfield bem ali na sua frente? Esse ano o setlist foi todinho votado pelo público, o que gerou muita polêmica, já que obviamente os maiores hits foram escolhidos, deixando de fora aquelas músicas de 1900 e tralalá qdo o James cantava esganiçadamente (amo/sou essa época).  Mas gente, vamos deixar a patrulha de lado né pôxa, assistir Metallica de perto não é pra qq um e nem pra qq momento. Ouvi lá na hora do show alguns comentários de  ~ críticos ~ de música alimentados a toddynho e juro que preferia ouvir Load e Reload todinho a esse povo chato :p

antes, durante e depois (no final sem nenhuma dignidade visual, porém feliz)

antes, durante e depois (no final sem nenhuma dignidade visual, porém feliz)

Meu coraçãozinho peludo se enche de alegria a cada show que eu vou, como se fosse um combustível <3 e com esse não foi diferente, pelo contrário, apenas a certeza de que se eles vierem pra cá eu irei assisti-los sempre.

Top momento importante e legal —> escolhi Nothing Else Matters para um momento bem importante pelo qual vou passar em breve.

Top momento chato e desnecessário —> Galera novinha que acha super bacana fazer rodinha em TODAS as músicas inclusive Unforgiven, gente, cadê as mães dessas crianças? rs (sim estou uma senhoura)

cara de "na próxima estarei rikah graças ao pac mãe e irei de pista premium" :p

cara de “na próxima estarei rikah graças ao pac mãe e irei de pista premium” :p

Vida, essa ~ manêra ~

21 mar

Você quieta fazendo o seu “corre” diário, mas vez ou outra é lembrada que existem coisas desagradáveis.

Umas são de família, mas quanto a isso há uma certa “casca”, desde pequena eu ouvia o meu pai dizendo que família é igual dente, melhor que seja separado pq qto mais perto mais sujeira junta. Hashtag FATO!

Outras são do dia a dia, aquelas coisas chatas tipo trânsito, machismo e demais pequenos desgastes cotidianos.

E tem aquelas que a gente não escolhe, não quer, mas mesmo assim vez ou outra aparece. O que pesa nesse ponto é: qual importância dar a elas? Eu digo que já me importei sim, porém, de um bom tempo pra cá eu escolho as minhas dores de cabeça, sabe? Mesquinharia sempre vai ter. Alguns se protegem numa bolha de covardia, pq né, pra que resolver se fazer inferno é mais legal?

Vamos ler mais livros (50 tons de cinza tá fora dessa lista, mas posso até indicar algum). Pegar um cinema? Transar? Ler a bíblia? Sei lá, qq coisa que TAMBÉM possa dar prazer?

Não deixemos que a vida, essa batuta, seja aquela temporada ruim de Malhação.

Meme ilustrativo do dia:

demo