Desejos para 2015 com atraso

5 fev

E desde novembro que eu não apareço… Até que não é por motivos ruins, costumo ser uma escritora da tristeza, então de certa forma está tudo bem rs

2015 começou com trabalho e muita motivação pra isso, tanto o oficial nos Doutores como no extra oficial Pac Mãe, confiante de que esse ano renda coisas bem legais.

2015 tbm já teve chateações e algumas mini decepções, mas a vida é feita disso né? É só assim que a gente aprende a deixar de ser besta ser uma pessoa melhor.

2015 começou com algumas reflexões, é fácil se dizer “abençoado” qdo se nasce em berço de ouro. Não, não estou dizendo que isso seja um defeito, se alguém aqui nasceu em um, plis não fique ofendido! Mas qdo não se teve dificuldades é mais fácil se sentir iluminado, não? Tenho pensado sobre isso em alguns momentos.

E tenho procurado pensar que eu mereço um ano bom. Mereço mesmo! E farei de tudo para que ele seja, inclusive financeiramente bom. Não por ambição, mas pq quero um pouco de tranquilidade. Tranquilidade que se foi aos meus 16, 17 anos qdo meu pai se foi e tive que me virar e tô aqui me virando até hoje, afinal não nasci quadrada e tenho saúde rs

Atrasada, mas tá valendo o meu desejo pra 2015 é bastante trabalho, saúde e tranquilidade. E não peço pra dels não, pq se ele existe mesmo, certamente tem assuntos muuuuito mais importantes pra cuidar do que a minha vida e meus desejos. Eu peço é pra eu Kristal, que não tenha desânimo, nem preguiça e nem nada que me impeça de chegar lá (sejá lá onde for).

 

Anúncios
26 nov

Esse ano passou tão voando que eu praticamente nem tenho como fazer um balanço do que houve.

Não foi um ano fácil, mas foi um ano feliz. Um ano onde aprendi a não me importar com o que acham de mim (ou pelo menos abstrair). Um ano que eu refleti bastante sobre a vida que eu quero, as brigas que eu compro, as amizades que ficam (ou não). A vida que eu quero é a que tenha qualidade e seja simples. Estou passando mais tempo com o Marco e isso não há salário que pague. Quanto às brigas, acho que não fiz nenhum desafeto em 2014, pelo menos não um que tenha vindo a público rs Creio que isso se deve a eu pensar antes de falar, coisas idiotas, mas que de repente a pessoa não tá preparada pra ouvir seja pq é de outro mundo e só conviva com pessoas iguais a ela ou o que for. Fazer a política da boa vizinhança é algo muito difícil pra mim e essa foi uma das tarefas mais complicadas esse ano. Senti um pco por amigos que acabaram se afastando por coisas da vida, ou pq de repente ficaram numa neutralidade tão neutra que se afastaram sem perceber. Dizem que quem muito se ausenta uma hora para de fazer falta, mas não sei se vale para todos pq eu ainda sinto saudade de alguns rs mas tô fazendo a linha charlie brown jr e deixando viver, ficar e estar por estar. Qualquer relação é uma via de mão dupla, então tem horas em que tirar o time de campo é a melhor opção.

Ano em que comecei uma família com o Rafael e fiquei feliz pq minha mãe finalmente ficou feliz. Ano de início do sucesso Pac Mãe.

15 out

Sabe gente, eu sou a favor de parto normal e amamentação, pq eu tive essas duas experiências e sei o quanto elas transformaram a minha vida. Marco mamou até os 4 anos. Pratico a educação sem violência e tapas, quero que meu filho me enxergue sem medos e saiba que pode contar comigo. Tô tentando não ficar tão dependente de carro (e tem sido mais fácil do que eu pensava). Sou a favor do casamento igualitário por pessoas do mesmo sexo. Não uso cosméticos que são testados em animais. Uma menina que gosta de discutir política e gosta de futebol. Muitas vezes me acham radical com as coisas e dizem que não vou mudar o mundo, que “todo mundo faz de tal jeito”.

Mas desde nova minha mãe me diz que eu não sou todo mundo…

Alguns, podem achar cricri, podem não entender e não ter convivência apenas por termos pensamentos distintos, podem até ter pena do Rafael por ter arrumado uma mulher bocuda rs, talvez eu seja tudo isso mesmo. Mas sugiro que essas mesmas pessoas se questionem mais, não sigam tanto a boiada. Pode até ser mais confortável o pensamento de dentro da caixinha, mas estar fora dela fazendo o que eu bem entendo é vez ou outra bem cansativo, mas muito melhor.

* Ah e só pra constar eu me questiono muito também, a minha preguiça, o junkie food, o bacon, o cabelo despenteado, a minha tolerância, o meu vício em chocolate e café, a ausência sem perceber com os meus amigos, o sedentarismo, a bagunça da minha casa, o meu espírito justiceiro, a minha irritação entre outros.

mãe é uma coisa muito besta mesmo

8 set

Ontem caiu o primeiro dente de cima do Marco. Ele ficou com uma janela enorme.

A janela tbm se abriu em mim, quando me dei conta de que sim ele está crescendo. Já tive a fase do bebezinho, bebezão, criancinha e agora tenho uma criançona. A fisionomia mudou,  agora sou mãe de um moleque de 6 anos que já tem 2 dentes definitivos (e o terceiro está nascendo). Um moleque que já lê, escreve e tem preferência por matemática e ciências. Que gosta de quebra-cabeças assim como eu. Que ama futebol e sabe jogar o Fifa direitinho.

Minha vida continua de cabeça pra baixo, assim como naquele dia 08 de março quando entrei em trabalho de parto. Minhas horas de sono ainda não são as mesmas de antes, já que ele acorda cedo. Mas por outro lado sempre ganho um abraço do tamanho do mundo e sério, não tem riqueza, nem noite de sono nem nada na vida que seja melhor do que isso.

Melhor do que ter um filho, é ter um filho que é seu amigo e parceiro e eu tenho o meu xuxuzinho.

IMG_3907

nós em 2010

pezinhos em 2012

pezinhos em 2012

#MeDecha que tô nostálgica rs

Meu querido diário

6 set

Sempre fui um pouco cri cri, quando criança, já não ia com a cara de algumas pessoas . Meu traço anti-social apareceu cedo, o que juntando com a minha timidez me deixou com uma fama de estranha.

Mas pq tô falando isso? Tô falando para explicar que lembro e levo muito na vida um lema que meu pai dizia, que família somos nós de casa e só, o resto é agregado apenas. Ele estava coberto de razão. Cresci em uma  onde sempre me senti a ovelha negra ou a esquisita, sou orgulhosa pra caramba e tive que aceitar algumas coisas… horas pq meus pais não tinham dinheiro, horas pq minha vó era uma pessoa que prezava demais a convivência de todos sempre juntos, não importasse o que acontecesse. E mew, eu amava muito a minha vó e sinto tanta falta dela, uma pena ela ter me visto grávida do primeiro bisneto mas não o ter conhecido.

Bem, eu cresci, casei, tive filho separei. Sempre trabalhando e correndo atrás do meu. Tentando e fazendo o possível para ser uma pessoa correta. É por isso que me afastei de muita coisa, minha irmã tbm, minha mãe hoje vive sozinha uma vida que foi sonhada junto com meu pai, talvez pela primeira vez sendo realmente livre e eu fico feliz demais por isso. Mas as vezes ela fica meio triste e pensativa por coisas que não merecem 1 minuto de sua atenção e deveriam estar no fundo do baú. Mas eu sei que sente e queria poder tirar isso dela e mostrar que o que temos é sim o suficiente e que assim somos felizes. Não precisamos de tanta coisa assim :)

Vida, essa brincalhona

6 jun

A vida é uma brincalhona mesmo né?

Muitas vezes eu me senti mal por conta de determinadas situações, aquele desencaixe lascado pq não te aceitam da forma como vc é. E o pior, quando um grupo de mulheres não aceita uma outra mulher, por milhares de motivos eu acho 10x mais tenso, já que mesmo com pontos de vista diferentes e opiniões contrárias, as mulheres deveriam se unir e jamais permitir que falassem mal umas das outras. Especialmente daquela forma mais mesquinha: feia-boba-chata. Sou totalmente contra zuar a aparência de quem quer que seja. Devo dizer que nesse ponto admiro muito mais a brodagem masculina.

Eis que você nunca dá um piu, mas pessoas te stalkeiam e acham que o que vc escreve é diretamente pra elas pq né, são o centro do universo.

Eis que você nunca dá um piu, mas recebe solicitação de amizade de gente que teoricamente te odeia.

Eis que você nunca dá um piu, mas qdo faz a fria e resolve de fato ignorar, a galera se sente no “dereito” de reclamar e ficar ofendido.

Apenas uma frase para reflexão: se cada um seguisse na vida o que posta no Facebook, certamente o mundo seria um lugar melhor pra se viver #Filósofa

E como recordar é viver, tem esse meme que eu amo/sou desde sempre <3

é o que seu sempre digo, das minhas contas ninguém quer saber néan?

é o que seu sempre digo, das minhas contas ninguém quer saber néan?

 

a ficha da mudança

6 maio

Você está mudando de casa, escolhe em conjunto um apto legal, que tenha um preço honesto.

Sai pra comprar beliche pra criança, colchão de casal, escolhe a dois a cor da parede da sala “cruzeiros noturnos”. Os dois tem ideia de uma parede lousa pra cozinha.

Daí vc acorda as 06:00 da manhã, toma banho, vai pro quarto e na hora de pegar o hidratante no armário tem um desodorante masculino bem ali ao lado dele, do seus perfumes e absorventes. E nesse momento você se toca “meldels, a partir da semana que vem seremos 3 morando debaixo do mesmo teto”.

Tô sentindo o #vráh do Nivea Man na minha cara até agora :p